Untitled Document
 
 
AS 10 PERGUNTAS MAIS FREQUENTES EM UMA ENTREVISTA DE EMPREGO

1. FALE SOBRE SI. 
Esta pergunta é quase obrigatória em uma entrevista de emprego e deverá ser muito bem praticada para uma resposta sucinta, direta e, acima de tudo, que valorize o seu perfil profissional.

2. QUAIS SÃO SEUS OBJETIVOS EM CURTO PRAZO? E EM LONGO PRAZO? 
Seja específico e tente aproximar, de alguma forma, os seus objetivos aos da própria empresa. Respostas como "ganhar bem" ou "aposentar-se" são totalmente proibidas.

3. O QUE O LEVOU A ENVIAR O SEU CURRICULUM A ESTA EMPRESA? 
Aproveite esta deixa para demonstrar que fez o seu "trabalho de casa" e fale sobre a atividade da empresa e a forma como o posicionamento desta a torna uma empresa de elevado interesse para qualquer profissional. Naturalmente, para responder a esta pergunta, é preciso fazer previamente uma pesquisa sobre a empresa. Vá ao site institucional, faça pesquisas usando mecanismos de busca, leia revistas da especialidade e converse com pessoas que trabalham ou já trabalharam lá.

4. QUAL FOI A DECISÃO MAIS DIFÍCIL QUE TOMOU ATÉ HOJE? 
O que é pretendido com esta questão, é que os candidatos sejam capazes de identificar uma situação em que tenham sido confrontados com um problema ou dúvida, e que tenham sido capazes de analisar alternativas e consequências e decidir da melhor forma.

5. O QUE PROCURA NUM EMPREGO? 
As hipóteses de resposta são várias: desenvolvimento profissional e pessoal, desafios, envolvimento, participação num projeto ou organização de sucesso, contribuição para o sucesso da sua empresa, etc.

6. VOCÊ É CAPAZ DE TRABALHAR SOB PRESSÃO E COM PRAZOS DEFINIDOS? 
Um "não" a esta pergunta pode destruir por completo as suas hipóteses de ser o candidato escolhido, demonstre-se capaz de trabalhar por prazos e dê exemplos de situações vividas em trabalhos anteriores.

7. DÊ-NOS UM MOTIVO PARA O ESCOLHERMOS EM VEZ DOS OUTROS CANDIDATOS. 
Esta é sempre uma das perguntas mais complicadas, mas o que se espera é que o candidato saiba "vender" o seu produto. Isto é, deverá focar-se nas suas capacidades e valorizar o seu perfil como o mais adequado para aquela função e a forma como poderá trazer benefícios e lucros para a empresa.

8. QUAIS SÃO AS SUAS MAIORES QUALIDADES? 
Aponte aquelas características universalmente relacionadas com um bom profissional: pro atividade, empenho, responsabilidade, entusiasmo, criatividade, persistência, dedicação, iniciativa, e competência.

9. E PONTOS NEGATIVOS/DEFEITOS? 
Naturalmente que a resposta não poderá ser muito negativa, pois serão poucas as hipóteses para um profissional que diga ser desorganizado, desmotivado ou pouco cumpridor dos seus horários. Assim, o truque é responder partindo daquilo que normalmente é considerado uma qualidade,  mas agravando-o de forma a parecer um "defeito". Ou seja, exigente demais, perfeccionista, muito autocrítico, persistente demais, etc.

10. QUE AVALIAÇÃO FAZ DA SUA ÚLTIMA (OU ATUAL) EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL? 
Não se queixe e, em caso algum, critique a empresa e respectivos colaboradores. Diga sempre alguma coisa positiva, ou o ambiente de trabalho ou o produto/serviço da empresa. Se começar a apontar defeitos ao seu emprego anterior correrá o risco de o entrevistador achar que o mesmo pode acontecer no futuro relativamente aquela empresa.

 

http://www.curricular.com.br/artigos
 
DICAS PARA MELHORAR SEU MARKETING PESSOAL

Todo profissional para ter sucesso, precisa que o seu valor seja verdadeiramente percebido por seus clientes e pelo mercado em geral. Veja abaixo 9 dicas importantes sobre Marketing Pessoal:


1- Demonstre toda a sua disposição para aprender com todas as pessoas e situações. Deixe sempre bem claro o quanto é importante aprender com os outros e com a empresa.

2- Descubra o ponto mais marcante da sua personalidade, pode ser a sua maneira de se comunicar, sua alegria, seu bom senso, entre outros. Foque a “promoção e divulgação” deste seu ponto marcante, ele será pra você o que uma marca é para uma empresa.


3- Vista-se sem exageros, sem extravagância, com discrição, mas desenvolvendo um estilo pessoal facilmente reconhecível. Estilo é tudo!


4- Mostre que sabe solucionar problemas, pois sempre que você ajudar a resolver um conflito, está inserindo sua marca de forma positiva na lembrança das pessoas.

 
5- Dê resultados acima das expectativas das pessoas. Pergunte sempre a melhor forma de realização do solicitado e surpreenda sempre!

 
6- Não reclame dos poucos recursos, improvise! Use a sua criatividade para criar as melhores soluções com aquilo que tem disponível. As pessoas mais bem colocadas no mundo ousaram e improvisaram.


7- Construa networks. Dedique-se a formar diferentes redes de relacionamentos dentro e fora da empresa. É por meio dos relacionamentos conhecemos e somos conhecidos.


8- Seja sempre ético e honesto. Cultive a sua integridade e não acabe com o seu maior patrimônio – sua marca pessoal.


9- Por fim, cuide do corpo da mente e do espírito! Vivemos em um mundo muito competitivo. Fortaleça os três níveis, siga nossas dicas e SUCESSO!

http://www.portaldomarketing.com.br/
 
5 Dicas de Etiqueta Profissional
Para cada ambiente e situação existe um conjunto de comportamentos e um código de conduta - explícitos ou implícitos - que são valorizados. Este conjunto de comportamentos, adequado a uma determinada realidade, é o que chamamos de cultura organizacional. Procurar a área de recursos humanos e os líderes da companhia certamente é melhor forma de saber qual é a postura que ela espera identificar em você. Porém, existem algumas pequenas atitudes que são “bem vistas” e requisitadas em qualquer ambiente corporativo - independente de cargo. Alguns especialistas as definem como Etiqueta Profissional. Seguem algumas para exemplificar: • Vista-se adequadamente - no ambiente de trabalho a forma de você se vestir deve estar adequada ao perfil, segmento e padrão da empresa. Ter estilo próprio e seguir a moda é aceitável, mas o seu guarda roupa precisa combinar com o seu crachá • Utilize os recursos da organização com moderação - para falar desse ponto, a melhor dica é que os utilize como se fossem seus. Os mesmos cuidados que você tem com os objetos da sua casa são os que deve ter com os da empresa. Fique atento ao tempo que usa o telefone, não imprima sem necessidade, desligue equipamentos que não estiver usando etc. Pense como gasta e utiliza o que lhe oferecem. • Seja discreto - preste atenção no impacto que cada “movimento” pode produzir no ambiente: falar alto demais, levantar-se com frequência, gesticular enquanto conversa etc. Esses comportamentos podem incomodar seus colegas - sobretudo em ambientes abertos. • Viagem corporativa não é passeio – se por ventura você estiver em outra localidade por conta da empresa, não se esqueça nem por um minuto que você está lá, representando-a como profissional. Por mais que seja um hotel maravilhoso, você está lá a trabalho e não em férias. Então, cuidado com sua vestimenta e com a forma que se posiciona em cada situação. • Confidencialidade é fundamental – a empresa tem um pacto de confiança com você. Nomes de clientes, pessoas e informações devem ser preservados. Procure avaliar cuidadosamente para quem e com quem irá compartilhar o que sabe e as suas percepções. Aqui vale tomar cuidado com o que se fala em elevadores, restaurantes e lugares públicos. A pessoa com quem você está conversando pode ser a indicada para o assunto, mas nunca se sabe quem pode estar ao lado. E lembre-se: no trabalho, você é avaliado o tempo todo e a sua imagem profissional é formada a partir de como os outros te enxergam.
http://www.administradores.com.br